sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Frango com quiabo, num jeitinho diferente


Por Ana Luísa Freitas
Eu era uma daquelas pessoas que torcia o nariz para quiabo, mesmo sem nunca ter tido a coragem de experimentar. Recentemente, fui almoçar com meu primo no Maria das Tranças, em Belo Horizonte (sou de Recife, mas moro em BH, só para esclarecer!), um restaurante famosíssimo na cidade e cujas propagandas prometem “o melhor frango ao molho pardo de Belo Horizonte”. Pois foi por essa propaganda que meu primo e eu fomos bater lá, afinal, nós que moramos sozinhos sempre sentimos falta de uma comidinha com “sabor de mãe”, né!? E, morando fora de Pernambuco, a boca enche d’água só de pensar na galinha cabidela que nossa família pode estar comendo, enquanto nós morremos nos bifes de filé de peito de frango. :P
Só sei que chegamos ao Maria das Tranças e pedimos, sem pestanejar, o tal frango ao molho pardo...
À direita, na foto, o frango ao molho pardo mais esquisito que eu já vi! (Foto: Filipe Bastos)
Primeiro, o molho do frango mais parecia um molho madeira, em termos de aparência e consistência. Sabor? Não tinha. Nota pro prato: ZERO. Dei nota zero MESMO. Então já fica a dica para quem mora em BH ou para quem pretende visitar a cidade: não vale a pena pedir o frango ao molho pardo, porque é uma coisa completamente sem sabor.
Mas nem tudo estava perdido! (Amém!) Aquele cidadão verdinho ali à esquerda, estão vendo? Pois bem! Aquele dali valeu cada centavo que empregamos no almoço! Cada um! E o que é? Um quiabo refogado!!!
Desde então, andei com desejo de comer de novo aquele quiabo e, nessa última quarta-feira, bateu uma vontade meio incontrolável de tentar fazê-lo. E foi o que fiz pro jantar. Deu mais que certo! :)

Bora deixar de conversa fiada, então, e partir pra sugestão de almoço de hoje?

Essa refeição não é propriamente um frango com quiabo como o que existe na culinária mineira, mas foi um jeitinho bem legal (não sei se original) de comer essas duas delícias!

Quiabo
Ingredientes
- 250g de quiabo cortado em rodelas
- 4 dentes grandes de alho bem picadinhos
- 1 colher (sopa) de óleo
- 1 colher (sopa) de manteiga
- Sal a gosto
*Para quem nunca comprou quiabo, uma dica importante é escolher aquele que estiver bem novinho, bem verdinho e crocante. Como saber? Quebra um na pontinha e, se quebrar bem crocante, sem nenhuma “resistência elástica”, ele tá ideal!

Preparo
- Lave bem os quiabos e, desprezando as pontas, corte-os em rodelas de 0,5cm.
- Numa frigideira, aqueça o óleo e doure o alho.
- Quando o alho estiver douradinho, jogue o quiabo e deixe refogar, mexendo de vez em quando.
*Fazendo desse jeito, a baba do quiabo vai embora! :) Não precisa nem de limão, nem de vinagre.
**Pulo do gato: o óleo vai dar uma secada e é aí que entra a manteiga. Deixe refogando com a manteiga e, quando o quiabo já estiver bem refogadinho, desligue o fogo e, se julgar necessário, escorra o quiabo com uma escumadeira e deixe-o sobre papel toalha para retirar o excesso da manteiga.

Frango
Ingredientes
- 1 ½ peito de frango, sem pele e sem osso
- 2 maços de cebolinha em rodelas finas (somente a parte branca!!)
- 2 dentes grandes de alho bem picadinhos
- 2 colheres (sopa) de manteiga
- 200ml de creme de leite
- 1 gema
- 1 colher (chá) rasa de curry
- Pimenta do reino a gosto
- Páprica doce a gosto
- Sal a gosto
*Quem tiver gengibre em casa, acho que uma pitada cairia bem.
**Quem não tiver curry pode atacar de cúrcuma ou açafrão.

Preparo
- Comece cortando o frango em cubos e tempere-o com sal e páprica doce.
- Em uma panela, aqueça a manteiga e coloque a cebolinha para dourar junto com o alho.
- Cebolinha e alho dourados, refogue o frango nessa mistura e deixe-o fritar, mexendo de vez em quando, para não queimar.
- Em um recipiente à parte, misture a gema, o creme de leite e o curry, e despeje sobre o frango, em fogo baixo.
- Quando frango e molho estiverem bem assimilados entre si, tá na hora de acertar o sal, polvilhar aquela pimentinha do reino, desligar o fogo e ser feliz! :)

Para acompanhar, fui de arroz simples, refogado na cebola e no alho, com 1 colher (sopa) de coentro bem picadinho. :)

Sobremesa
         Uma dica de sobremesa igualmente fácil é fazer um ganache de chocolate meio amargo e picar uns morangos bem docinhos dentro dele. ;)
Pro ganache, basta derreter uma barra de chocolate e, com o fogo já desligado, adicionar uma caixinha de creme de leite, misturando tudo muito bem, até obter um creme bem homogêneo. (Obs: pode ser qualquer chocolate. Eu fui de meio amargo porque era o que tinha na geladeira.)

E ah! Já ia esquecendo! :) O bom de incluir o quiabo em suas refeições é que ele é saborosíssimo e, melhor ainda, cada porção 100g possui apenas 30kcal! :) É óbvio que, dando essa fritada, as calorias sobem, mas, mesmo assim, né?! ;)

8 comentários:

  1. Oi Heloisa!
    Obrigadissima pelo comentario. A gente tinha trazido um outro queijo do reino (polenghinho) que abre do jeito que falasse... inclusive o pessoal no aeroporto abriu exatamente este. Ja este que nao abria de jeito nenhum eh o mais tradicional. =) Tem um gosto mais forte e eu gosto mais e tava doida pra comer. Hihi
    Bjoo

    ResponderExcluir
  2. pode fazer o quiabo de novo, tava muito bom!! :~

    ResponderExcluir
  3. opa, valeu pela receita!
    fiz aqui e ficou massa!
    O frango fiz sem creme de leite, sem curry e sem a páprica e não foi peito e sim coxas e sobrecoxas. E estranhei um negocio, como dourar a cebolinha? eu nao uso muito a parte branca da bicha, mas acredito q deve ter sido essa parte que foi usada nessa receita, né? aí o que rolou foi que pus mas pro final um punhado de cebolinho.aqui usei sim o gengibre e a, junto com a pimenta do reino pra temperar junto com o sal. Aí ficou bem diferente já que nao fiz com o molho de creme de leite e curry mas usei como base a receita daqui e tb acompanhei com quiabo aí creditei pro minicozinha quando os colega elogiaram.
    Muito bom e muito simples o quiabo refogado!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leandro, só vi seu recadinho agora!
      Mas olha, a "cebolinha dourada" é mesmo usando a parte branca! :)

      SHOW DE BOLA que o pessoal curtiu a receita! :) E o esquema é este mesmo: pôr em prática, mesmo que com adaptações! :)

      Valeu pelo retorno!!

      Excluir
  4. Ô, dó... Que o frango ao molho pardo mineiro deixe a desejar. Pode até ser que a do restaurante não estivesse a contento, mas queimar um prato tradicional de Minas, como ficou parecendo aqui, é até pecado. Palavra de mineira que mora em Recife, e MORRE de saudade da comida deliciosa das Minas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não disse que "o frango ao molho pardo mineiro" deixa a desejar, ué! :) Eu disse que o restaurante Maria das Tranças tem a fama de "melhor frango ao molho pardo de Belo Horizonte" e, para nós que fomos ao restaurante, o molho pardo era pra lá de ruim, isso sim. Ralo e sem sabor.

      Sou recifense que morou 2 anos em Belo Horizonte e super sinto falta, também, do tempero mineiro. :) Mas, definitivamente, NÃO VOLTAREI ao Maria das Tranças. :)

      Excluir
  5. Tente o molho pardo no mercado central. Te garanto que a nota não será zero.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não comi o frango ao molho pardo no mercado, porque minha paixão é o fígado acebolado com jiló lá do Casa Cheia. :)

      No fim do ano, retornarei a BH e, claro, farei meu pit stop no MC comerei um frango ao molho pardo por lá. :)

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...